TVT veicula sobre atentado contra Binho e informa que polícia já tem pistas de autor

TVT veicula sobre atentado contra Binho e informa que polícia já tem pistas de autor

RÔMULO FERREIRA
Diretor e editor-chefe do VERBO ONLINE

A rede de televisão TVT veiculou na noite de segunda-feira (8) reportagem sobre a tentativa de assassinato contra o repórter-fotográfico e chargista Gabriel Binho, do VERBO, durante o noticiário da emissora “Seu Jornal”, apresentado diariamente. A repórter Ciça Soriano abordou detalhes do ataque sofrido pelo profissional de imprensa, no 28 de dezembro, e destacou a cobertura de Binho a ações do governo de Embu das Artes como motivação para o atentado.

Telejornal da TVT mostra atentado

Telejornal da TVT exibe reportagem sobre tentativa de homicídio contra repórter e chargista do VERBO Binho

Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) repercute

Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) repercute que profissional foi ‘alvo de disparos’

O telejornal da TVT relata como foi a investida do agressor e os danos físicos sofridos por Binho, entrevistado ainda de muletas por conta da recuperação da cirurgia a que teve de se submeter. “Várias escoriações pelo corpo e alguns pinos no tornozelo para corrigir o estrago da fratura. O fotógrafo e chargista Gabriel Binho conta que seguia de moto pela rodovia Régis Bittencourt na noite de 28 de dezembro quando percebeu a aproximação de um carro”, diz a reportagem.

A TV conta que Binho pensou inicialmente que se tratava de briga de trânsito. “A primeira impressão que eu tive é que tinha feito alguma ‘barbeiragem’, tinha ‘fechado’ o carro […]. Mas aí o carro se jogou para cima de mim. Eu acelerei. O carro veio atrás de mim e bateu o para-lama na traseira da moto, fazendo com que eu caísse. Avistei o carro voltando na rua [paralela à rodovia], ele fez o primeiro disparo, eu deitei no chão. Aí eu escutei mais dois disparos”, conta ele.

Além das declarações de Binho, a reportagem mostra a imagem da mensagem ameaçadora que o profissional recebeu poucas horas depois de ser derrubado na rodovia federal e ser alvo de disparos, quando estava hospitalizado, postada provavelmente pelo autor do atentado. “Durante a internação hospitalar, Gabriel continuou recebendo ameaças, dessa vez pelas redes sociais: ‘os próximos tiros vão ser na cara para aprender a parar de ser falador’”, diz a narrativa.

A TVT informa que Binho é colaborador do VERBO e que ele “acredita que o atentado tenha sido motivado pelo tom crítico de suas charges e pela linha editorial do veículo [site]” – dar voz à população. “Eu sou fotógrafo e chargista de um veículo de imprensa aqui da cidade [Embu], o VERBO ONLINE. Nas matérias e nas charges, a gente vem enfatizando a forma como o governo vem agindo na cidade. As nossas matérias têm causado repercussão muito grande”, diz Binho.

A TV destaca ainda fala de Binho de que o VERBO “procurar trazer a narrativa popular, o que o povo diz” e que não vai mudar. “Isso [atentado] não vai intimidar o VERBO ONLINE, não vai acabar com as minhas charges”, afirma Binho. “O caso está nas mãos da Polícia Civil, que, de acordo com Gabriel, já tem as características do carro e nomes de pessoas que podem ter participado do atentado. As investigações correm sob segredo de Justiça”, finaliza a reportagem.

ABRAJI
A Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) relatou na sexta-feira (5) sobre o atentado contra Binho. Em publicação em seu site, com base no texto repercutido pelo Instituto Vladimir Herzog, a entidade relata o crime e a participação de repórteres do VERBO em reunião com entidades em defesa da liberdade de imprensa, na qual esteve presente, para tratar do caso. A Abraji quer também “prioridade na investigação pela polícia paulista deste ataque”.

> ASSISTA NA ÍNTEGRA Reportagem da TVT sobre atentado contra repórter e chargista do VERBO Gabriel Binho



>
LEIA NA ÍNTEGRA Jornalista de Embu das Artes, na Grande São Paulo, é alvo de disparos
Compartilhe pela fanpage do VERBO ONLINE